Se você busca qual a melhor cinta pós parto, então esse post com certeza será útil.

Uma cinta pós parto é ideal para trazer mais alívio e saúde para a mulher.

No entanto, existem diversos tipos que devem ser escolhidas de acordo com as suas necessidades.

Nesse post vou falar sobre as cintas pós parto e te ajudar a decidir qual a melhor para você.

Qual a melhor cinta pós parto atualmente?

Qual a melhor cinta pós parto

Para fazer a escolha da melhor cinta pós parto, confira abaixo alguns tipos de cinta e para que serve cada uma.

Cinta com busto para amamentação

Este tipo de cinta pode ser com ou sem pernas, sendo semelhante a um maiô no modelo sem pernas e a um macaquinho no modelo com pernas.

Além disso, possui uma parte aberta na região dos seios o que facilita na amamentação.

A vantagem dessa cinta é ser confortável por não ficar descendo ou enrolando.

A desvantagem é ter que tirar toda a cinta para trocar o sutiã.

Além disso, precisa ser lavado com frequência.

Cinta com velcro

É uma faixa ajustável que envolve todo o abdômen.

Essa cinta não possui desvantagens.

Em contrapartida possui diversos benefícios como permitir melhor adaptação ao corpo, não aperta muito.

Além disso, é mais higiênica, já que não possui a parte da calcinha nem do sutiã.

Acima de tudo, não precisa ser lavado com tanta frequência.

Cinta sem pernas de cintura alta

Essa cinta se assemelha a uma calcinha, pode chegar até o umbigo ou na altura dos seios.

Na maioria das vezes possui abertura lateral para facilitar na hora de vestir e abertura no fundo com colchetes para facilitar as idas ao banheiro.

A vantagem é ser fácil de colocar e tirar.

Já a desvantagem é desconforto na região das pernas em pessoas com pernas mais grossas.

Além disso, tem que ser lavada com mais frequência.

Cinta com pernas e colchetes

Essa pode vem até o umbigo e abaixo dos seios e começa na região acima do joelho.

Para facilitar sua utilização possui abertura lateral de colchetes e abertura no fundo.

A principal vantagem é ser mais confortável principalmente para mulheres com coxas mais grossas e quadril mais largo.

Em contrapartida possui a desvantagem de ser um modelo mais quente.

Então dependendo da região que você more talvez não seja o modelo ideal.

Além disso, pode marcar as pernas de mulheres que possuem retenção de líquidos.

Porém, qual a melhor cinta pós parto?

Para escolher a melhor é necessário ter em mente que alguns tipos de cinta ficarão melhores em um corpo que outros.

Portanto, fique atenta às desvantagens citadas anteriormente.

Além disso, é necessário ter em mente que as cintas precisam ser lavadas com frequência, com exceção da cinta com velcro.

Os quatro modelos de cinta pós parto citadas anteriormente são ótimas, no entanto deve-se avaliar as vantagens e desvantagens de cada uma para saber qual se adapta melhor a sua realidade.

Acima de tudo, o ideal é conversar com seu médico antes de comprar sua cinta pós parto.

Como escolher a cinta pós parto

Se ainda assim você ficar com dúvidas de qual escolher, essas dicas de como escolher a cinta pós parto irão te ajudar.

Em primeiro lugar, se puder experimentar antes de comprar será muito útil.

Já que você consegue perceber se é ou não confortável para o seu tipo de corpo.

Outra dica é optar por cintas que não sejam de corpo inteiro, ou seja, aquelas que permitem ir soltando por partes.

Acima de tudo, a cinta não deve ser muito apertada, já que impede a contração natural dos músculos do abdômen.

Como resultado, provocam flacidez na barriga.

Como usar a cinta pós parto?

A cinta pós parto pode ser em qualquer período, seja diurno seja noturno, sem a necessidade de tirar para dormir.

Além disso, a cinta pode ser usada logo depois do parto, seja parto normal ou cesário.

No entanto, é recomendável que o uso seja de até 3 meses após o nascimento do bebê.

Após esse prazo, o melhor seria praticar exercícios físicos para fortalecer o abdome.

Ainda assim, a cinta não é indicada durante a realização de atividades físicas.

Pois, o uso dessa poderia atrapalhar o desenvolvimento dos músculos do abdome.

É recomendável usar a cinta no pós parto?

A recomendação da cinta e os benefícios no pós parto é para a redução dores.

Além disso, ajuda no retorno do útero para sua posição normal, evita a formação do seroma e deixa a silhueta mais bela.

Acima de tudo, ajuda o emocional no período puerperal, já que a sensação de estar mais firme e segura deixa a mulher mais confiante, principalmente nas tarefas do dia a dia.

Sabe-se porém, que o uso da cinta pós parto não é algo extramamente obrigatório.

Além disso, alguns médicos não recomendam o uso de cinta.

Pois alguns acreditam que o uso continuado da cinta pode dificultar a circulação sanguínea e reduzir a ventilação da pele interferindo na cicatrização.

Além de enfraquecer os músculos do abdômen em caso de uso prolongado.

Por esse motivo, o ideal é conversar com seu médico para saber se é uma boa opção para você.

Por exemplo, para algumas mulheres, usar a cinta é indispensável.

Como no caso do risco de formação de um seroma, um acúmulo de líquido no local da cesárea.

Além disso, utilize sempre de acordo com a recomendação do médico e não use por um tempo maior que o indicado.

Conclusão

Esse post teve como intuito informar e compartilhar sobre qual a melhor cinta pós parto.

Portanto, se você estava na dúvida se precisa ou não usar e qual melhor tipo para você, com certeza esse post foi útil.

Além disso, você ficou sabendo dos benefícios de usar cinta, por qual período de tempo pode utilizar, as vantagens e desvantagens de cada tipo de cinta pós parto.

Acima de tudo, informar da importância de conversar com seu médico para saber se usar cinta é ou não necessária no seu caso.

Portanto, desejo que esse post tenha sido útil e te ajudado a tirar as principais dúvidas em relação a cinta pós parto.

Fonte e imagens:

https://www.tuasaude.com/cinta-modeladora-pos-parto/

https://br.freepik.com/fotos/mulheres

https://br.freepik.com/fotos/mulher